Robert Frost - The Road Not Taken





Robert Frost - The Road Not Taken


Two roads diverged in a yellow wood,

And sorry I could not travel both

And be one traveler, long I stood

And looked down one as far as I could

To where it bent in the undergrowth;


Then took the other, as just as fair,

And having perhaps the better claim,

Because it was grassy and wanted wear;

Though as for that the passing there

Had worn them really about the same,


And both that morning equally lay

In leaves no step had trodden black.

Oh, I kept the first for another day!

Yet knowing how way leads on to way,

I doubted if I should ever come back.


I shall be telling this with a sigh

Somewhere ages and ages hence:

Two roads diverged in a wood, and I—

I took the one less traveled by,

And that has made all the difference.




Robert Frost - O caminho não percorrido (PT)


Dois caminhos divergiam num bosque amarelo

Triste por não poder seguir os dois

E por ser apenas um viajante, segui

Um deles o mais longe que pude com o olhar,

Até o ponto onde ele se perde no mato


Tomei o outro que me pareceu mais belo,

Oferecendo talvez a vantagem

De uma relva que se podia pisar,

Embora o estado de ambos fosse o mesmo

E naquela manhã eles fossem iguais


Ambos estavam sob relvas que nenhum passo

Enegrecera. Oh deixei

Para outra vez o primeiro!

Mas como sabia que ao caminho se juntam

Os caminhos, duvidei que um dia voltasse.


Hei de contar isto suspirando,

Daqui a muito tempo, nalgum lugar:

Dois caminhos divergiam num bosque, e eu

Segui o menos trilhado,

E foi o que fez toda a diferença.


Robert Lee Frost (1874-1963)

Foi um dos mais importantes poetas dos Estados Unidos do século XX.









Conteúdo correspondente: